Archive for maio \15\UTC 2012

Dama de Ferro

maio 15, 2012

Margaret Thatcher (Meryl Streep) vai ao médico fazer uma consulta e fala com ele sobre a importância dos pensamentos.  Roteiro: Abi Morgan

Margaret – Sabe, um dos maiores problemas da nossa geração é sermos governados por quem liga mais para sentimentos do que para pensamentos e idéias. Pensamentos e idéias me interessam.  Pergunte o que eu estou pensando.
Doutor – No que está pensando, Margaret?
Margaret – Cuidado com seus pensamentos, podem se tornar palavras. Cuidado com suas palavras, podem se tornar ações.  Cuidado com suas ações, podem se tornar hábitos.  Cuidado com seus hábitos, podem se tornar seu caráter.  E cuidado com seu caráter, ele pode se tornar seu destino. Nós nos tornamos o que pensamos.

Uma Mente Brilhante

maio 8, 2012

Sol (Adam Goldberg) pergunta como Alicia (Jennifer Connelly) está se sentindo, pois seu marido John Nash (Russel Crowe) está extremamente doente, diagnosticado como esquizofrênico. Sua resposta é uma linda declaração de amor.  Livro: Sylvia Nasar   Roteiro: Akiva Goldsman.

Sol – Como você está?
Alicia – Frequentemente  o que eu sinto é obrigação. Ou culpa de desejar ir embora. Raiva contra John, contra Deus. Mas, depois eu olho para ele e me forço a ver o homem com quem casei. E ele se transforma nesse homem. Se transforma em alguém que eu amo.  E eu me transformo em alguém que o ama. Não é assim o tempo todo, mas é o bastante.

Cisne Negro

maio 3, 2012

Nina Sayers (Natalie Portman) vai até a sala do diretor do espetáculo Thomas Leroy (Vicent Cassel) para pedir o papel principal da peça na qual interpretará o cisne branco e o cisne negro.   Roteiro: Andrés Heinz, Mark Heyman e John J. McLaughli.

Thomas – A verdade é que quando olho pra você só vejo o cisne branco. Sim, você é linda, imponente, frágil. Perfeita para o papel. Mas o Cisne Negro? É muito difícil dançar os dois.
Nina – Eu posso dançar o cisne negro também.
Thomas – Sério? Há quatro anos, toda vez que dança eu a vejo obcecada em fazer movimentos perfeitos mas nunca a vejo se deixar levar. Nunca. Tanta disciplina para quê?
Nina – Só quero ser perfeita
Thomas – O que?
Nina – Quero ser perfeita.
Thomas – A perfeição não está só no controle. Também está em se deixar levar. Surpreender a si mesma e depois a plateia. Transcendência. E poucos têm isso dentro de si.