Um Beijo Roubado

Jeremy (Jude Law) é dono de um bar e tem um jarro cheio de chaves deixadas por clientes. Ele explica a Elizabeth (Norah Jones) a história de algumas delas, inclusive de uma que era dele próprio.  Roteiro: Kar Wai Wong e Lawrence Block

Elizabeth –  Você me contaria as histórias dessas chaves?
Jeremy – Pra quê?
Elizabeth – Gostaria de saber como foram parar aí.
Jeremy –  Escolha uma.
(Elizabeth pega uma chave dentro do jarro)
Essas pertenciam a um jovem casal, anos atrás. Foram ingênuos em acreditar que passariam a vida toda juntos.
Elizabeth – O que aconteceu?
Jeremy – A vida aconteceu. Só isso. O tempo passa. É quase sempre a mesma coisa.
Elizabeth – Talvez um deles tenha fugido com outra pessoa.
Jeremy – Talvez o sentimento simplesmente tenha acabado.
Elizabeth pega outra chave – E essas?
Jeremy – Pertenciam a uma velha senhora. Sua melhor amiga viria pegá-las. Ela deixou as chaves e nunca mais apareceu. Ela era bem idosa. Eu suponho que tenha morrido, sei lá.
Elizabeth pega outra chave – E essas?
Jeremy – Essas chaves pertenciam a um rapaz de Manchester, Inglaterra, que fez planos e tinha sonhos de correr todas as maratonas do país, começando por Nova York. Ele ia escrever um diário sobre suas experiências, mas acabou dono de um bar. Depois, foram dadas a uma garota russa que adorava colecionar chaves e ver o pôr-do-sol. Infelizmente, gostava mais de pôr-do-sol do que de chaves, e desapareceu em um deles.
Elizabeth – Por  que não foi atrás dela?
Jeremy – Quando eu era criança, minha mãe me levava ao parque nos fins de semana. Ela dizia que, se eu me perdesse, deveria ficar parado num lugar para que me encontrasse.
Elizabeth – E dava certo?
Jeremy – Mais ou menos. Certa vez, ela se perdeu enquanto me procurava.

Anúncios

4 Respostas to “Um Beijo Roubado”

  1. Hilan Says:

    demais!

  2. Maria Says:

    Chaves que não abrem mais portas específicas mas que abrem possibilidades… a vida continua a acontecer.
    Obrigada por esse picadinho!
    Bj

  3. Fabrício Ofuji Says:

    Boa!

    Eu fiz referência a essa parte desse filme outro dia…

  4. Erick Stossel Says:

    Muito bacana.
    Outra parte que gosto, é quando ela pergunta porque ele não joga as chaves fora. Aí ele responde, que se fizer isso vai fechar as portas para sempre. E ele não tem direito de fazer isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: