Archive for julho \29\UTC 2009

Na Natureza Selvagem

julho 29, 2009

natureza

Christopher McCandless – “A felicidade só é real quando compartilhada.”

Anúncios

Cães de Aluguel

julho 22, 2009

caes
Mr. Brown (Quentin Tarantino) explica o sentido da música Like a Virgin.
Roteiro: Quentin Tarantino

Mr. Brown – Vou dizer para vocês do que se trata “Like a Virgin”. É sobre uma garota que gosta de caras de pau grande. A música toda é uma metáfora sobre paus grandes.
Mr. Blonde – Não, é sobre uma garota vulnerável que se ferrou algumas vezes e conhece um cara sensível.
Mr Pink – Pera aí, vai contar essa para os turistas.
Joe – Afinal, quem é Toby?
Mr. Brown – “Like a Virgin” não se trata de uma garota que conhece um cara legal. “True Blue” é sobre isso, com certeza.
Mr. Orange – Qual é “True Blue”?
Nice Guy Ed – Foi um sucesso da Madonna. Até eu que não acompanho as paradas de sucessos já ouvi “True Blue”.
Mr. Orange – Só perguntei qual era. Desculpe por não ser um grande fã da Madonna. Pessoalmente, não to nem aí para ela.
Mr. Blue – Eu gostava dela em “Borderline”. Mas com “Papa Don´t Preach” deixei de gostar.
Mr. Brown – Vocês me fizeram perder a linha de raciocínio. O que eu ia dizer?
Joe – Toby, a garotinha chinesa. Qual era o sobrenome?
Mr. White – O que é isso?
Joe – Uma agenda que encontrei num casaco velho. Que nome era mesmo?
Mr. Brown – O que eu estava dizendo?
Mr. Pink – Que “True Blue” é sobre uma garota que conhece um cara legal e “Like a Virgin” é uma metáfora sobre paus grandes.
Mr. Brown – Deixa eu te dizer sobre o que é “Like a Virgin”. É sobre uma garota que transa o tempo todo. Manhã, tarde, noite. Pau, pau, pau, pau, pau, pau!
Mr. Blue – São quantos paus?
Mr. White – Muitos.
Mr. Brown – Um dia, ela conhece um cara tipo John Holmes, bem dotado. É como o Charles Bronson em “A Grande Escapada”. Ele está escavando túneis. Pela primeira vez, ela sente o que nunca sentiu: dor, dor.
Joe – Toby Chew?
Mr. Brown – Ele a machuca. Não deveria doer, pois ela já transou muito. Mas quando este cara transa com ela, dói. Dói tanto quanto doeu na primeira vez. A dor a faz lembrar de quando era virgem. Por isso, “Like a Virgin”.

História Real

julho 15, 2009

historia
Alvin Straight (Richard Farnsworth) decide fazer uma viagem em um cortador de grama para visitar seu irmão. No meio do caminho o cortador dá um problema e é consertado por dois irmãos que brigam o tempo todo. Antes de voltar a estrada, Alvin conversa com eles.    Roteiro: John Roach e Mary Sweeney

Alvin – Graças a vocês, rapazes, vou pôr o cortador de volta na estrada. Eu atravessei Iowa com ele e espero que aguente até Winsconsin. O meu irmão mora lá. Eu não o vejo há 10 anos. Ninguém nos conhece melhor que um irmão da nossa idade. Ele sabe quem e o que somos melhor do que ninguém. Eu e meu irmão ofendemos muito um ao outro na última vez em que nos vimos, mas estou tentando esquecer isso. Estou engolindo meu orgulho com esta viagem e espero que não seja tarde demais. Irmão é irmão.

Kill Bill 2

julho 8, 2009

killbill
Bill (David Carradine) atira um dardo com o soro da verdade em Beatrix Kiddo (Uma Thurman). Enquanto a droga não faz efeito ele conversa com ela sobre o seu quadrinho favorito.   Roteiro: Quentin Tarantino

Bill – Como você sabe, eu sou um grande fã de quadrinhos. Especialmente os de super-heróis. Acho a mitologia dos super-heróis fascinante. Por exemplo, meu herói favorito, o Super-Homem. Não é um grande HQ, nem é bem desenhado. Mas a mitologia não só é genial, ela é única.
Beatrix  – Quanto tempo essa merda leva para fazer efeito?
Bill – Uns 2 minutos. O suficiente para eu concluir minha idéia. Todo mito de super-herói tem o herói e seu alter ego. Batman é Bruce Wayne. O Homem-Aranha é Peter Parker.  Quando acorda pela manhã ele é Peter Parker. Ele precisa pôr um uniforme para virar o Homem-Aranha. E é aí que o Super-Homem se diferencia dos demais. O Super-Homem não virou Super-Homem. Ele nasceu o Super-Homem. Quando ele acorda de manhã ele é o Super-Homem. O alter ego dele é o Clark Kent. Seu uniforme com o “S” vermelho é o cobertor no qual os Kent enrolaram o bebê quando o acharam. Essa é a roupa dele.  O que Kent usa, os óculos, o terno, este é o disfarce que o Super-Homem usa para se passar por um de nós. Clark Kent é como o Super-Homem nos vê. E quais são as características de Clark Kent? Ele é fraco, inseguro e covarde. Clark Kent é uma crítica do Super-Homem à raça humana.

Dúvida

julho 1, 2009

plumas

O padre Brendan Flynn (Philip Seymour Hoffman) dá um sermão em sua paróquia.   Roteiro: John Patrick Shanley, baseado em  sua peça teatral.

Padre Brendan Flyn – A mulher fazia fofoca com a amiga sobre um homem que mal conhecia. Sei que vocês nunca fizeram isso. Ela teve um sonho aquela noite. Uma mão enorme aparecia e apontava para ela. Ela se sentiu culpada na mesma hora. No dia seguinte, ela se confessou. Ela se confessou ao antigo padre, Padre O’Rourke. Ela contou tudo a ele.  Ela perguntou se fofocar era pecado. E se aquela era a mão do Todo-Poderoso apontando para ela. Ela perguntou se deveria pedir a absolvição ao padre. Perguntou se havia feito algo errado.
O padre O’Rourke disse que sim. “Sim, sua mulher ignorante. Você levantou falso testemunho contra um irmão. Você brincou com a reputação dele, e deve se envergonhar disso!”
A mulher disse que sentia muito e pediu perdão.
“Não tão rápido.” disse o Padre. “Quero que vá para casa, leve um travesseiro até o telhado, corte-o com uma faca e traga-o para mim.”
Então a mulher foi para casa, tirou um travesseiro da cama, uma faca da gaveta, foi até o telhado e apunhalou o travesseiro. Depois ela voltou ao padre.
Ele perguntou: “Cortou o travesseiro com uma faca?”
“Sim, padre.”
“E qual foi o resultado?”
“Plumas”, ela disse.
“Plumas?”, ele repetiu.
“Plumas por toda parte, padre.”
“Agora quero que você volte e recolha todas as plumas que voaram com o vento.”
Ela disse: “ Não posso fazer isso. Não sei para onde foram. Foram levadas pelo vento.”
“Isso”  disse o padre O’Rourke  “É a fofoca”.